• Twitter
  • Facebook

Blog Memória Futebol


Amizade com cartolas, baralho e atrasos implodem elenco corintiano

Autor: Adriano Fernandes - 31/08/2011 Categoria: Adriano Fernandes   Comentários Nenhum comentário

corinthians.jpg

Uma série de desavenças minou o elenco do Corinthians. O roteiro inclui carteado (pôquer em especial), atrasos nos treinos e intimidade demais de alguns jogadores com dirigentes. Chicão, capitão do time, é um dos atingidos. Incomoda parte dos colegas por sua amizade com a cúpula corintiana. Ele já foi visto em baladas com o presidente Andrés Sanchez.

Quem não mantém relação estreita com os cartolas acredita que a proximidade deles com jogadores é maléfica. Cria apadrinhados e derruba a autoridade dos superiores. Fica difícil manter a ordem.

De acordo com relatos de quem frequenta o vestiário alvinegro, a camaradagem do gerente de futebol e ex-jogador da equipe, Edu Gaspar, com alguns atletas também incomoda. Ele teria criado ainda mais afinidade com alguns por participar de frequentes rodas de pôquer com atletas e personalidades do jet set paulistano apresentadas ao grupo por Ronaldo.

 Até o dono de uma balada é citado como membro desse clube do pôquer, o que desagrada à parte dos atletas, segundo depoimento ouvido pelo blog. Questionado sobre se participa de mesas de carteado com Paulo André, outros jogadores e até com o dono de uma casa noturna, Edu respondeu: “Estão muito mal informados, faz muito tempo que não jogo… Aliás, ‘acho’ que tenho uma ótima relação com todos”, escreveu o ex-atleta em mensagem ao blog.

“Nunca mais fizemos pôquer, até porque ninguém do elenco atual joga”, declarou o cartola. Mas, Paulo André, por exemplo, é fã confesso do jogo. Em fevereiro, o zagueiro postou na internet uma foto sua jogando com Ronaldo e Edu, que ainda não era gerente do clube.

Também segundo gente com trânsito no vestiário corintiano, atrasos irritam quem chega no horário marcado para treinar. Principalmente se a falta é cometida por um peixinho dos dirigentes.

Desde o início da carreira, Tite tem o hábito de fazer a equipe toda esperar os retardatários antes de começar os trabalhos. Isso se quem vai perder a hora avisar  e tiver uma boa justificativa.

Quanto mais tarde começa o treino, mais tempo os atletas demoram para voltar para casa. O blog ouviu queixas sobre isso, mas a assessoria de imprensa do Corinthians nega que tenham ocorrido atrasos recentemente ou com frequência. Afirma que os trabalhos começam sempre no horário previsto.

por Perrone em 31/08/2011


 

 

A tradição brasileira de clonar escudos

Autor: Adriano Fernandes - 31/08/2011 Categoria: Adriano Fernandes   Comentários Nenhum comentário

huracan.jpg

No futebol brasileiro nada se cria, tudo se copia. A frase de Chacrinha, adaptada ao esporte bretão, nunca foi tão verdadeira. Pelo menos quando o assunto é o nome e também os escudos dos clubes brasileiros.

O torcedor mais atento já se acostumou com nomes como Corinthians de Alagoas, Flamengo do Piauí ou Fluminense de Feira de Santana. Os clubes citados freqüentemente disputam a Copa do Brasil ou se dão bem em seus estaduais de origem e comprovam a tese de Chacrinha no futebol brasileiro.

“A maioria dos chamados clones do futebol brasileiro são do nordeste. A explicação geográfica para este fato está na criação dos clubes. Para alavancar a simpatia daqueles que torcem para o original eles criaram equipes com o mesmo nome”, explica o José Renato Santiago Jr., escritor com seis títulos já publicados sobre futebol, e autor do livro “Os distintivos de futebol mais curiosos do mundo”.

A lista dos copiados não para por aí. Botafogo da Paraíba, Inter de Santa Maria e o já “finado” Palmeiras do Nordeste engrossam a lista dos que tentaram seguir o sucesso do homônimo, mas ficaram em segundo plano.

A legião dos clones, no entanto, não fica restrita ao Brasil. No Peru existe um Atlético Minero, escrito assim mesmo, sem a lera “I”. Até mesmo o símbolo do time sul-americano é baseado no original Clube Atlético Mineiro, campeão brasileiro de 1971 e dono de uma das maiores torcidas do país.

“O time do Peru é de uma cidade com tradição mineradora. Por isso o símbolo tem uma espécie de mineiro desenhado”, explica José Renato sobre o modesto clube da região de Matucana e que possuí um modesto estádio para cinco mil pessoas.

Os clones se espalham pelos lugares mais inusitados do planeta. Do Japão vem o Grêmio genérico. O Kawasaki Frontale, criado em 1997, tem as cores do clube gaúcho até hoje e já usou distintivo quase idêntico ao tricolor do sul. Mais tarde, o escudo foi mudado, mas a influência permaneceu.

As cópias nos escudos e nos nomes fazem do Brasil um país menos criativo para muitos no planeta bola. O pior é saber que nossos “hermanos” argentinos são mais ricos neste quesito.

“Os argentinos tem nomes e escudos mais legais que o Brasil. Infelizmente isso é uma realidade”, finaliza José Renato, que destaca o símbolo do Huracán como o mais legal entre os distintivos argentinos.

Fonte: Portal Terra



 

 

Aniversariantes do dia 31 de agosto

31/08/2011 Categoria:   Comentários Nenhum comentário

ad-socorrense.jpg

Del Castilho - Clube Esportivo Del Castilho foi um clube de futebol amador da capital carioca. Um dos mais antigos do país, o clube do bairro de mesmo nome foi fundado no último dia do mês de agosto no ano de 1913. Suas cores de uniforme eram azuis e brancas.

Dalban de Veranopolis - O Dalban foi um time de futebol profissional fundado em 1957, o clube é considerado um dos principais nomes do futebol veranense. Seu fim seu deu em 1992, após fusão com o Veranense deu origem ao atual Veranópolis. Suas cores eram verde e branco.

AGA de Garanhuns - Garanhuns terra natal do ex-presidente Lula, é uma das mais importantes cidades do agreste pernambucano. No futebol o destaque fica por conta do AGA, licenciado das competições oficiais desde 2005, o clube tentou voltar em 2011 e por não ter acertado as contas com a Federação Pernambucana de futebol, somará mais um ano de ausência nos estaduais. Foi fundado em 1930 e suas cores são preto e branco. Seu apelido, em homenagem a um conhecido pássaro que sobrevoa a região, é Lavandeira do Oeste.

Socorrense - Com cerca de 160 mil habitantes, a tradicional Nossa Senhora do Socorro, na região metropolitana de Aracaju, ganha um time profissional. Criado em 2005, a equipe de cores amarelo, azul e branco se somará aos outros dois times da capital e dará mais força ao futebol da região. Por estar situado numa região economicamente ascendente o Socorrense promete mudanças no quadro de campeões do estado.



 

 

Dilma promete que 9 estádios da Copa estarão prontos até o fim de 2012

Autor: Adriano Fernandes - 31/08/2011 Categoria: Adriano Fernandes   Comentários Nenhum comentário

dilma-copa.JPG

A presidente Dilma Rousseff assegurou nesta terça-feira em entrevista para o Blog do Planalto que pelo menos nove estádios construídos para a Copa do Mundo estarão prontos até o fim de 2012.

“A reforma e a construção de estádios estão em ritmo adequado. Das 12 arenas que receberão os jogos, 10 estão em obras, sendo que a conclusão de nove delas está prevista para dezembro de 2012, bem antes do início da Copa. Os obstáculos à construção do Itaquerão, em São Paulo, já foram superados e estão sendo criadas as condições para o início das obras na Arena das Dunas, em Natal”, informou.

Otimista, Dilma destacou que já iniciaram obras em seis aeroportos de cidades-sede. Em outros cinco aeroportos, a licitação já está em andamento, diz a presidente. Os aeroportos em Brasília, Guarulhos, Viracopos e Natal serão bancados pela iniciativa privada.

“O leilão de concessão do aeroporto de Natal foi realizado com sucesso. Ainda este ano, vamos começar as obras nos portos, que deverão ser concluídas até 2013. Outro grande avanço foi a aprovação, pelo Congresso, do Regime Diferenciado de Contratações (RDC), que simplifica as licitações sem abrandar o controle e a fiscalização. Criamos ainda a Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos, no âmbito do Ministério da Justiça, com a missão de coordenar e integrar todas as forças de segurança. O governo federal, em parceria com governos estaduais e municipais (das cidades sedes) trabalha, portanto, para o cumprimento de todos os compromissos assumidos”.

Apesar do discurso positivo de Dilma sobre o aeroporto em Natal, o UOL Esporte revelou no dia 17 de agosto que o aeroporto citado ficará pronto somente dois meses após o término do Mundial de 2014. Isso compromete também a utilização de outra obra importante para o Mundial, o "Eixo 1", que, caso o governo estadual consiga os recursos que pleiteia, de R$ 361 milhões da Caixa Econômica Federal, irá ligar o setor hoteleiro de Natal ao estádio novo e ao aeroporto.

fonte: UOL Esportes



 

 

Jogos de ida das oitavas-de-final da Copa do Brasil de Futebol Feminino serão no dia 1 e 4 de setembro

Autor: Adriano Fernandes - 30/08/2011 Categoria: Adriano Fernandes   Comentários Nenhum comentário

A próxima partida do Iranduba será contra Tuna Luso/PA, nesta quinta-feira - Foto: Divulgação/ Iranduba

O Esporte Clube Iranduba, da cidade de Iranduba, no Amazonas, foi criado em 18 de janeiro de 2011, federado na CBF no dia 6 de junho. Após 33 dias, no dia 9 de julho, o Iranduba conquistou seu primeiro título: campeão amazonense, o que lhe assegurou o direito de disputar a Copa do Brasil de Futebol Feminino.

Na competição, o Iranduba estreou vencendo o São Raimundo/RR, em Boa Vista, por 5 a 1, no jogo de ida da Copa do Brasil de Futebol Feminino. Com o resultado, o time eliminou o jogo de volta e se classificou antecipadamente para a segunda fase.

Agora, nas oitavas-de-final, no jogo de ida, o Iranduba enfrenta o Tuna Luso/PA no dia 4 de setembro, às 15h30, no Estádio Álvaro Maranhão, que pertence ao clube. O técnico Olavo Dantas acredita no potencial de suas jogadoras.

- Nossa meta é chegar à final da competição, mas sabemos que será difícil.

Olavo foi a Belém assistir ao jogo Tuna Lusa/PA x Atenas/TO, na última quinta-feira.

- Fiquei surpreso com a qualidade do jogo e principalmente da equipe paraense.

Confira o elenco do Iranduba: Wilce, Elma, Nira, Vanda, Helen, Marya Jane, Rosa, Régis, Craque, Michelli, Samantha, Fran, Loirinha, Greisiany, Patrícia (Pauslistinha), Daiana (Baiana), Angleane, Alcione, Deise, Danielli, Charlene, Érica.

Comissão técnica:

Diretor de Futebol: Aldenir da Rosa

Treinador: Olavo Dantas

Preparador Físico: José Said

Preprador de Goleiro: Manga

Fisioterapeuta: Simone Carneiro

Confira os jogos de ida das oitavas-de-final que acontecem nesta quinta-feira:

Caucaia/CE x Vitória/PE, às 20 horas

Botafogo/PB x São Francisco/BA, às 20 horas

Atletas de Jesus/GO x Santos/SP, às 15h30

Kindermann/SC x Foz Cataratas/PR, às 20 horas

Atlético/MG x São José/SP, às 20 horas

Vasco/RJ x Rio Preto/SP, às 15 horas

Confira o jogo de ida das oitavas-de-final que também acontece no domingo, dia 4 de setembro:

Amazônia/AC x Viana/MA, às 19 horas

Fonte: Site CBF em 30/08/2011



 

 

Nacional no Copão de 1973

Autor: Adriano Fernandes - 30/08/2011 Categoria: Adriano Fernandes   Comentários Nenhum comentário

Em pé: Tobias, Wilson, Amaral, Flamarion, Bezerra e Alfredo. Agachados: Barnabé, Lola, Washington, Moacir e Mingo.

Por Carlos Zamith - Site Baú Velho

A estréia

Dia 26 de agosto de 1973 a tabela marcando Nacional x Guarany, de Campinas. A então CBD escalou o baiano Saul Mendes para dirigir o jogo. O público correspondeu, foi mais de 26 mil pagantes, exatos 26.939, número alcançado com esta venda de ingressos: 15.656 arquibancadas; 10.242 gerais e 1.041 cadeiras especiais.

Mineiros no Nacional

O Nacional tinha em seu time os mineiros Flávio, Eurico Souza, Toninho Cerezzo, China, Ângelo e Guerino Neto, além de uma prata da casa e outros já velhos conhecidos, também vindos de outros centros, como Pompeu que jogara pelo Fast e Reis, que veio da carioca.

O estádio “Vivaldo Lima” teve que ampliar seu estacionamento, uma das exigências da entidade promotora. Tudo estava em ordem para a estréia do Naça no Copão, com seu uniforme mais tradicional, aquele que foi adotado desde a sua fundação e que aos poucos foi sendo transformado, para pior.

O jogo começou bem porque o carioca Serginho, aos 36 minutos marcou para o Nacional, após uma genial jogada do atacante China, mas foi duro agüentar a pressão do time campineiro que tinha em Washington e Flamarion seus principais articuladores, além da firmeza do goleiro Tobias, aquele mesmo que nove anos depois veio para Manaus defender o Atlético Rio Negro Clube.

No segundo tempo, logo no início, aos 5 minutos, Flamarion igualou o marcador para tristeza dos nacionalinos, mas assim mesmo foi possível o time da estrela azul suportar a guerra dos guaranis. O resultado, afinal, premiou o futebol apresentado pelas duas equipes, 1 a 1.

NACIONAL – Procópio, Flavio, Eurico Souza (Ari), Tião (Valdomiro) e Pompeu; Toninho Cerezzo (Eurico Souza) e Ângelo; Guerino Neto, China, Serginho e Reis.

GUARANY – Tobias, Wilson, Moacir, Amaral e Bezerra; Flamarion e Alfredo; Barnabé (Zé Ito), Lola (Clayton), Washington e Mingo.

O Nacional nessa competição, disputou 27 jogos, venceu 7, perdeu 5 e empatou 15 vezes, marcando 28 gols contra 25. Ganhou 28 pontos e perdeu 25.



 

 

Aniversariantes do dia 30 de agosto

30/08/2011 Categoria:   Comentários 1 comentários

aa-sinop-01.jpg

Clube Esportivo de Futebol - O Clube Esportivo Passense e o Clube Esportivo de Futebol, ambos de Passos-MG, são idênticos, um criado em 1984, surgiu de brigas políticas na cidade e tambem na diretoria do passense. Já este é um dos primeiros clubes da cidade e foi criado em 1929, hoje se  encontra licenciado de competições profissionais.

Rubro Social - Você já viu algum time de futebol se originar através de um clube de xadrez? O Rubro Social de Araruama-RJ, nasceu assim. Tudo começou em 1950, quando foi fundado o Rubro FC, este clube possuia o vermelho e branco como cores do uniforme e por fim, em 1991, com fusao com o alvinegro clube do xadrez, nascia o rubro social. Atualmente o clube vem perdendo um pouco da sua história, além de nao pertencer mais a cidade de araruama, o Rubro deixou de investir na parte social. ficando apenas No f utebol.

A.A. Sinop - O plano de se tornar o principal time de futebol da cidade não se consolidou. Criado para preencher o espaço deixado pelo Sinop FC, equipe em que Rogério Ceni começou no futebol, durou apenas alguns anos. Fundada em 2001,suas cores eram verde e branco. Já marcou presença na elite do futebol matogrossense. Com o fim da associaçao o Sinop FC retoma o seu lugar.



 

 

Teixeira reclama com Aécio da falta de investimento para Copa

Autor: Adriano Fernandes - 30/08/2011 Categoria: Adriano Fernandes   Comentários Nenhum comentário

Senador Aécio Neves, em Brasília

O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, reclamou no último fim de semana com o senador Aécio Neves (PSDB-MG) da falta de investimentos do governo federal para a Copa de 2014.

O senador tornou a queixa pública nesta segunda-feira, em Belo Horizonte, momentos antes de entrar em uma palestra.

Aécio comentava sobre a determinação da presidente Dilma Rousseff de conter ainda mais os gastos públicos. Ao dizer que a contenção de investimentos e a desarticulação do governo são motivos para preocupação, Aécio disse que o relato feito a ele por Teixeira mostra um cenário "quase trágico".

"Tenho conversado com muita gente, nesse último final de semana, inclusive, [conversei] com o presidente Ricardo Teixeira, da CBF, em relação à Copa do Mundo. E me traçava um cenário quase que trágico, posso dizer, em relação ao andamento dos investimentos."

Aécio completou: "O governo não planejou a Copa do Mundo que foi anunciada que seria no Brasil em 2007. Não teve, até o início deste ano, nenhuma ação concreta do governo federal no que diz respeito aos investimentos em mobilidade".

A reclamação de Teixeira ocorre em meio aos ruídos no relacionamento entre a CBF e o governo federal, especialmente com a presidente Dilma.

Na última quarta-feira, Teixeira jantou em São Paulo com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, embora a entidade tenha dito que não se tratou de política nesse encontro, realizado a convite da CBF.

Ao revelar a queixa de Teixeira, o senador oposicionista, que é amigo do presidente da CBF, aproveitou para voltar a criticar o governo Dilma sobre as licitações das obras para a Copa de 2014.

Aécio disse que o governo agora "impõe um processo de flexibilização perigosa nas licitações para os investimentos na Copa do Mundo".

O senador, contudo, não pontuou as queixas feitas pelo presidente da CBF sobre os investimentos.

Procurada, a CBF não respondeu aos recados deixados pela Folha.

Fonte: Folha.com em 29/08



Paginação:  

Exibindo página 1 de 12 em um total de 93 registro(s).


Memória Futebol - todos os direitos reservados 2011

Ap1! Comunicação