• Twitter
  • Facebook

Blog Memória Futebol


Um Estádio Corinthiano para 210 mil Pessoas (há 22 anos)

Autor: Adriano Fernandes - 27/08/2011 Categoria: Rafael Porcari, Adriano Fernandes   Comentários Nenhum comentário

estadio-vicente-matheus-vicentao-3.jpg

Há coisas incríveis no futebol brasileiro. Essa é uma delas: a Rádio Jovem Pan de SP descobriu uma entrevista de 22 anos atrás, com o ex-presidente do Corinthians Vicente Mateus.

Na matéria, ele promete que em 3 anos o Timão teria um estádio para 210 mil torcedores (recorde interplanetário) e que seria construído com a colaboração dos torcedores. Fala, ainda, que num primeiro momento teria um anel inferior para 90.000 espectadores, para jogos contra pequenos…

Em 2011, o estádio começou a sair; com outros nomes, outros sonhos, outros motivos e outras características. Mas uma coisa mudou mais: antes, a idéia era a de usar dinheiro do torcedor; hoje, é com isenção fiscal do povo e sérias intervenções públicas.

O áudio está disponível em:

http://jovempan.uol.com.br/esportes/futebolnacional/2011/08/o-corinthians-e-a-lendaria-construcao-do-estadio.html

Vale a pena ouvir!

por Rafael Porcari


 

 

Censura! Federação Catarinense proíbe protestos contra Teixeira

Autor: Adriano Fernandes - 27/08/2011 Categoria: Adriano Fernandes   Comentários 1 comentários

fcf.jpg

Floirianópolis, SC, 25 (AFI) - A Federação Catarinense de Futebol (FCF) anunciou nesta quinta-feira, por meio de nota publicada em seu site oficial, que não tolerará protestos contra o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, no clássico de domingo, entre Figueirense e Avaí, no Orlando Scarpelli. Organizados via internet, torcedores de diversos clubes do País prometem uma série de manifestações contrárias ao mandatário do futebol brasileiro na rodada de clássicos do Brasileirão, neste final de semana.

A FCF, se dizendo respaldada também pelas posturas adotadas pelos presidentes de Avaí e Figueirense, que "se mostraram absolutamente contrários a este tipo de atitude por parte de seus torcedores", ressalta que qualquer manifestação contrária a Ricardo Teixeira se configuraria numa infração ao artigo 13-A, inciso IV do Estatuto do Torcedor. Ali se lê que, para ter acesso e permanecer em um recinto esportivo, não é permitido ostentar cartazes, bandeiras, símbolos ou outros sinais com mensagens ofensivas, inclusive de caráter racista ou xenofóbico. As críticas a Teixeira se caracterizariam como ofensas.

Desta forma, a Federação Catarinense lembra que o não cumprimento das condições estabelecidas neste artigo implica a proibição de ingresso do torcedor no estádio ou, se for o caso, o seu afastamento imediato do estádio. Deixa claro que o torcedor que protestar contra Teixeira poderá ser expulso do Orlando Scarpelli.

A FCF ainda reafirma o apoio a Ricardo Teixeira, "que sempre foi um amigo e deu suporte ao futebol catarinense", usando como argumento um trecho da Constituição Federal que diz que "ninguém será considerado culpado até o transito em julgado ter sentença penal condenatória".

fonte: Futebol Interior em 25/08/2011



 

 

Aniversariantes do dia 27 de agosto

27/08/2011 Categoria:   Comentários Nenhum comentário

itabirano.jpg

EC Cambaíba - Depois do Americano, do Goytacaz e do Rio Branco a quarta força de campos é o Cambaíba. Fundado em 1930, a equipe campista jamais disputou um campeonato profissional e suas cores são azul e branco.

Cruz de Malta de Jaraguá - O Grêmio Esportivo Cruz de Malta é um time de futebol amador da cidade Jaraguá do Sul em Santa Catarina. Representando bem até no nome a equipe utiliza uma cruz de malta em seu brasão. Foi fundada em 1961 e suas cores, por mais impressionante que pareça, são verde e branco. Entre suas conquistas merece destaque o octacampeonato municipal.

C.A. Itabirano - Além do Valeriodoce e do Manganês, que também ja foi citado no blog, outro destaque futebolistico de Itabira, em Minas Gerais, é o Clube Atlético Itabirano ou simplesmente CAI, fundado em 1936, suas cores são azul e branco.




 

 

Organizadas ensaiam Fora Teixeira nos estádios do Brasileirão

Autor: Adriano Fernandes - 27/08/2011 Categoria: Adriano Fernandes   Comentários Nenhum comentário

panfleto-organizadas-contra-teixeira.jpg

Representantes de 27 torcidas organizadas de todo o país prometem um grande protesto neste final de semana contra a permanência de Ricardo Teixeira na presidência da CBF e do Comitê Organizador Local (COL) da Copa.

A proposta da Conatorg (Confederação Nacional das Torcidas Organizadas) é que os torcedores abram bandeiras com frases pedindo o afastamento do cartola. A manifestação deve ocorrer em pelo menos 10 estádios que receberão a última rodada do 1º turno do Campeonato Brasileiro.

O protesto faz parte da campanha "Fora! Ricardo Teixeira", que começou em junho durante seminário da confederação. As manifestações devem continuar ao longo do campeonato.

Os torcedores afirmam ser favoráveis à realização da Copa de 2014, mas exigem que o COL seja transparente na prestação de contas.

Segundo eles, o mandatário da CBF deve ser afastado por enfrentar uma série de denúncias de corrupção.

"Desde 2001, com a instalação da CPI do Futebol, Teixeira é acusado por crimes tais como a apropriação indébita de recursos, evasão de divisas e sonegação fiscal. Porém, as denúncias ainda se encontram paradas na Justiça Federal", diz trecho do panfleto que pede adesão aos protestos.

fonte: Copa2014.org.br



 

 

Secretaria de Futebol é última chance do governo de proteger mais torcedor do que cartola

Autor: Adriano Fernandes - 26/08/2011 Categoria: Adriano Fernandes   Comentários Nenhum comentário

defesa-do-torcedor.jpg

Após uma longa espera, foi publicada no Diário Oficial da União, nesta terça-feira, a nomeação de Alcino Reis Rocha como secretário nacional de futebol e defesa dos direitos do torcedor, cargo criado recentemente no Ministério do Esporte, do qual ele era assessor especial de futebol.

Depois de tantas canetadas inúteis, a criação da secretaria pode ser a última chance para o governo federal atacar de frente os problemas do futebol brasileiro. Para começar, o secretário deveria inverter o título de seu cargo, colocando em primeiro lugar a defesa dos direitos dos torcedores. Clubes, cartolas, federações e CBF já têm ajuda demais.

Um bom início seria transformar em realidade todas as medidas teóricas do governo e de outros órgãos para acabar com os cambistas. Até membros de torcidas organizadas revendem ingressos, principalmente nos jogos como visitantes, já que os bilhetes muitas vezes vão direto para as uniformizadas.

Aliás, para defender o torcedor, o novo secretário precisa olhar com lupa o tratamento que é dado aos visitantes em qualquer parte do país. Sofrem para conseguir ingressos, muitas vezes sentem na pele o bairrismo de policiais e ficam em chiqueirinhos nos estádios. São consumidores recebidos como inimigos.

Entre as atribuições da secretaria estão “planejar, desenvolver, acompanhar e monitorar as atividades no âmbito do futebol”. Tudo isso poderia ser trocado por  “ limitar as reeleições em federações, confederações e também nos clubes que ainda não se emendaram”. Mais objetivo e importante. Porém, o Ministério do Esporte sempre viu a questão como decisão reservada de cada uma dessas entidades privadas.

Outra função da secretaria é “incentivar a criação de uma estrutura esportiva moderna e capaz de receber grandes eventos internacionais”. Tomara que não seja uma brecha para  mais bondades feitas com dinheiro público em nome da Copa.

Só Alcino poderá definir se a secretaria ficará no discurso empolado ou se vai meter o dedo na ferida, doa a quem doer.

fonte: Blog do Perrone



 

 

Futuro de Ricardo Teixeira será decidido na Procuradoria Geral da República

Autor: Adriano Fernandes - 26/08/2011 Categoria: Adriano Fernandes   Comentários Nenhum comentário

Procurador Geral da República, Roberto Gurgel analisa pedido de investigação contra Teixeira

O Procurador Geral da República, Roberto Gurgel,  tem uma importante missão pela frente: ler e analisar uma representação criminal contra o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, que também preside o Comitê Organizador da Copa-2014.  O pedido de investigação foi assinado por  Marcos Pereira, dirigente do Partido Republicano Brasileiro (PRB) e professor de Direito Penal. Se a investigação for aberta, o processo por corrupção na Fifa que cita João Havelange e Ricardo Teixeira pode ser enviado ao Brasil, para ajudar nas apurações.

 Faz mais de 40 dias que o pedido foi protocolado com número 004689/11 na PGR, do Distrito Federal. Gurgel decidirá se as alegações de Marcos Pereira são consistentes e, em caso positivo, deverá encaminhar a investigação para o Ministério Público do Rio de Janeiro, sede da CBF e da residência de Teixeira.

Fontes ligadas à PGR argumentam que o caso deve ser encaminhado ao Rio de Janeiro e os procuradores regionais decidiriam pela abertura de uma investigação ou pelo arquivamento. “Tudo depende da solidez da denúncia e das provas juntadas”, explicou um assistente da PGR.

O pior dilema para Teixeira, que vive uma espécie de inferno astral nesses três anos que restam até a Copa-2014, é a possibilidade de o Ministério Público Federal pedir à Justiça Suíça documentos que comprovariam o recebimento de suborno tanto do presidente da CBF quanto de seu ex-sogro e fonte inspiradora, João Havelange.

Essa documentação que trata de corrupção no futebol mundial colocou a Fifa nas páginas policiais e gerou um documentário produzido pelo escritor e jornalista Andrew Jennings, para a rede BBC, de Londres. O material de Jennings foi republicado no Brasil e a rede Record acabou produzindo uma série com todas as denúncias contra Ricardo Teixeira e suas empresas.

No ultimo dia 13,  o Jornal Nacional também levou ao ar uma reportagem sobre mais uma investigação policial contra Teixeira. Trata-se de um pagamento efetuado a uma empresa recém-formada por serviços prestados ao Governo de Brasília, antes de o governador José Roberto Arruda ser cassado. O serviço seria o apoio à seleção brasileira em um amistoso contra Portugal, em 2008. A empresa recebeu R$ 9 milhões e o caso levou policiais de Brasília ao Rio de Janeiro para uma operação de busca e apreensão na sede da suposta empresa de marketing, a Ailian to Marketing.

Diante de tudo isso, Marcos Pereira, presidente do PRB, pede que o MPF investigue Teixeira a partir de informações divulgadas pela imprensa.

A principal denúncia contra o presidente da Confederação Brasileira de Futebol está sendo julgada pela Justiça da Suíça. Em seu recente documentário levado ao ar pela BBC, o jornalista e escritor  Andrew Jennings menciona textualmente os nomes de Ricardo Teixeira e de João Havelange como sendo de dois dos réus em corrupção e suborno em operações da Fifa, na negociação de direitos de transmissão de jogos e acertos comerciais com patrocinadores de Copas de Mundo.

Segundo Jennings, Ricardo Teixeira e Havelange teriam feito um acordo com a Justiça Suíça para devolver cerca de US$ 9 milhões, dinheiro recebido em operações ilegais.

Denúncias históricas:

Entre as empresas operadas por Teixeira, aparece a Sanud, com sede no paraíso fiscal Principado de Liechtenstein. Com letras invertidas, o nome também significa Dunas. Esta empresa aparece na lista de propinas divulgada pela Justiça da Suíça. A lista de empresas beneficiadas por suborno e caixa 2 trazem nomes como Beleza, Wando e Sicuretta. Suspeita-se que os operadores dessas contas bancárias sejam brasileiros, devido à grafia em Português e Italiano.

A suspeita sobre movimentação financeira da Sanud tem mais de uma década. O Senado brasileiro rastreou cuidadosamente as operações bancárias dessa empresa de Ricardo Teixeira no final da década de 90, durante a CPI do Futebol.

Para trazer dinheiro na forma de empréstimo, a Sanud (ou Dunas) entrou como sócia da empresa brasileira R.L.J Participações formada pelos seguintes sócios: Lúcia Havelange Teixeira, com 24,99%; Ricardo Teixeira (representante legal) aparecia com 25,01% e a Sanud tinha 50,0% das cotas. 

As suspeitas sobre os contratos entre a CBF e a Fifa também são antigas. Entre 98 e 2000, por exemplo, a CBF contraiu empréstimos no Exterior no valor de US$ 36 milhões para “resolver problemas de caixa”, segundo explicou Ricardo Teixeira, em depoimento à CPI do Futebol, no Senado.

Os empréstimos foram contraídos junto ao  Delta National Bank, criado no Exterior por banqueiros brasileiros bastante conhecidos. Outros grupos financeiros também emprestaram dinheiro à CBF, tendo Teixeira como avalista: o Trust Company de Nova York e Trust Company Grand Cayman, do paraíso fiscal de Ilhas Cayman.

“A CPI pôde fazer uma análise das contas da CBF de 1995 a 2000; dessa investigação resultou a conclusão de que a CBF vem sendo administrada de forma, no  mínimo negligente”, afirmou o senador Geraldo Althoff, relator da comissão. Ricardo Teixeira fez de tudo para explicar que sua contabilidade era confiável.

Para se defender, Teixeira contou como tudo aconteceu:

“A CBF tinha conta no Banco Real e a diretores do banco me ajudaram com esse empréstimo no Exterior, usando o banco que eles tinham montado, o Delta”, revelou o cartola em seu depoimento.

O volume 2 da CPI mostra as operações em detalhes. O relator do documento ficou impressionado com dois fatos envolvendo os empréstimos: 1) a taxa de juros contra a CBF foi de 53% ao ano, quando o mercado operava com taxas nunca superiores a 7%/ano; 2) o avalista de todos os empréstimo era o próprio Ricardo Teixeira.

Em dois anos e meio, a CBF pagou cerca de US$ 11 milhões de juros de empréstimos (a 53% ao ano) , multas e desvalorização cambial. “Fatos como esses estão comprometendo seriamente a estrutura operacional da CBF para os anos seguintes”, escreveu o senador Geraldo Althoff.

Quando pressionado pelos membros da CPI do Futebol, sobre o volume de empréstimos contraídos no Exterior, Ricardo Teixeira foi bastante simples: “faço a mesma coisa que o Dr. Havelange fazia quando estava à frente da Confederação Brasileira de Desportos (CBD), sendo avalista de empréstimos em nome da entidade”, disse.

Havelange e Teixeira jamais se pronunciaram sobre o processo na Justiça da Suíça. Se a Procuradoria da República abrir uma investigação contra Teixeira,  a papelada será pedida judicialmente pelos procuradores brasileiros à corte europeia. "Seria um procedimento normal, nesse tipo de apuração", explicou um procurador da República, sob a condição de anonimato.

fonte: UOL em 25/08/2011 



 

 

Aniversariantes do dia 26 de agosto

26/08/2011 Categoria:   Comentários Nenhum comentário

palmeiras-03.jpg

Sociedade Esportiva Palmeiras - O Palmeiras, sem clubismo, é uma das equipes de maior torcida no brasil. Revelador de grandes craques, o clube também  inspirou na fundação de outros no país. Prestes a completar cem anos de existência, por mais que a fase não esteja tão boa, a agremiação merece ser tratada com carinho. o Palestra, como é chamado por seus torcedores,tem um Campeonato Mundial, uma Libertadores, oito Brasileiros, além 22 títulos estaduais.

S.E. SANTA MARIA - A Sociedade Esportiva Santa Maria é a equipe maior tradição na cidade de Santa Maria do Jequitia, no estado do Espirito Santo. Depois de passar alguns na elite, atualmente a equipe se encontra na segunda divisão do futebol capixaba. Foi fundada em 1953 e suas cores são azul e branco.

São Jose do Amapá - O São José é uma das tradicionais equipes esportiva de Macapá, capital do Amapá. Fundado em 1946, o Mais,como é apelidado, tem sua história marcada por títulos e curiosidades em todos os esportes. No basquete, por exemplo,teve um jogador que marcou 100 pontos numa só partida. No futebol, um dos fatos curiosos aconteceu ha alguns anos,que irei informar atraves de uma citação de um site de pesquisa:  Em um dos campeonatos regionais, o Tricolor teria perdido os pontos por W.O, contra o esporte clube Macapá, inclusive já com a decisão da arbitragem. Muito após o fato, chegaram ao campo (7) sete jogadores. E por sugestão da Diretoria do Macapá pediu ao árbitro para realizar a partida, o que foi aceito. No 1º tempo o Macapá marcou 2 gols e, já no 2º tempo chegaram mais 2 jogadores, que logo entraram em campo. Caindo uma forte chuva, o São José cresceu em campo com lances bem concluídos, já nos últimos minutos, fez 3 gols, chegando a uma vitória digna de sua história.



 

 

Ceni critica Itaquerão, Copa no Brasil e diz que País só "pensa em levar vantagem"

Autor: Adriano Fernandes - 26/08/2011 Categoria: Adriano Fernandes   Comentários Nenhum comentário

rogerio-ceni-01.jpg

Em entrevista à Agência Radioweb, o goleiro lembra casos de corrupção e diz não acreditar que o Brasil tenha condições de receber uma Copa do Mundo hoje. “Quer dizer, tem condições de receber uma Copa do Mundo, nos moldes que a gente poderia receber. O Brasil só pensa em levar vantagem. Então se constroem estádios e mais estádios [...] As pessoas não têm escrúpulos: elas governam e lideram por interesses pessoais e não por interesse do povo”, atacou Ceni.

De acordo com o camisa 1 do São Paulo, o Morumbi só não foi escolhido para receber os jogos da Copa-2014 porque tinha um plano próprio para reformar a sua casa. “É que era um estádio em que, quem quer gastar, é o São Paulo. Não dá certo. Se ainda tivesse alguma verba de fora”, cutucou.

Rogério Ceni mantém as críticas aos dirigentes do futebol brasileiro, sempre com um tom irônico. “Mas a responsabilidade é do clube. Aí não dá para construir outro estádio, não tem R$ 1 bilhão pra gastar. Então não dá muito certo. Tem que ter dinheiro que a gente não tenha tanto controle porque, se tiver responsabilidade, não funciona”, completou.

Quando questionado sobre a relação conturbada do São Paulo com a CBF, o jogador manteve o tom crítico. “É o preço que se paga quando você quer ser correto, quando você quer ser honesto num mundo em que as pessoas não pensam dessa maneira. A gente vive há alguns anos sofrendo algumas coisas”, explicou Ceni, sem entrar em detalhes.

fonte: UOL em 25/08/2011



Paginação:  

Exibindo página 3 de 12 em um total de 93 registro(s).


Memória Futebol - todos os direitos reservados 2011

Ap1! Comunicação