• Twitter
  • Facebook

Blog Memória Futebol


O centauro de óculos

Autor: José Renato - 25/08/2011   Comentários Nenhum comentário

A maior atração do jogo foi Osny (à direita na foto)

O centauro de óculos

Quando o Botafogo realizou uma temporada no Recife, em 1919, um jogador despertou a atenção dos torcedores da terra do frevo. Foi o zagueiro Osny Werner, que sofria da vista e jogava de óculos.

Logicamente, isso aguçava a curiosidade da galera, e servia de comentário entre os torcedores. Todavia, o exotismo demonstrado por Osny Werner não parava aí. É que o zagueiro botafoguense usava uma toalha presa ao ombro, com a qual enxugava o rosto constantemente.

Além de levar um casquete, ou gorro, à cabeça, esse jogador era paulista, tendo figurado na seleção de seu Estado.

Foi contratado pelo alvinegro de General Severiano em 1916. Mais tarde seria definido pelo célebre escritor Nelson Rodrigues, pernambucano radicado e consagrado no Rio de Janeiro, como um jogador que “varava o campo como um centauro de cobertor”.

Por Lenivaldo Aragão em 23/08/2011


 

 

Pernambuco terá "Cidade da Copa", com previsão de conclusão em 2025

Autor: Adriano Fernandes - 25/08/2011 Categoria: Adriano Fernandes   Comentários Nenhum comentário

cidade-da-copa-em-recife.jpg

A Arena Pernambuco, que está sendo construída no município de São Lourenço da Mata, no Grande Recife, para receber os jogos da Copa do Mundo de 2014, é um estádio amplo, moderno e sustentável. Com 129 mil metros quadrados e capacidade para 46 mil pessoas, a arena terá estacionamento para 6.000 carros, sistema de reaproveitamento de águas pluviais, células fotovoltaicas de captação de energia solar e até quatro turbinas eólicas para suprir o sistema de ar condicionado.

Assim espera a Odebrecht que esteja a Cidade da Copa em 2014; com estádio e "elementos âncora" já erguidos. Casas, só em 2019

Mas é no terreno do entorno, de 240 hectares (equivalente a 300 campos oficiais de futebol) e cedido pelo governo pernambucano à Construtora Oderbrecht, que será erguido o mais ousado projeto urbanístico inspirado no evento internacional de futebol. Trata-se de uma espécie de bairro inteligente que, quando for concluído, terá 7.000 residências, um campus universitário, museu, teatro, um ginásio (arena indoor), hotéis, centro de convenções, shopping center e escritórios comerciais e empresariais. O nome do projeto: Cidade da Copa. O investimento: R$ 2 bilhões. O prazo de conclusão: 2025.

Em 2014, quando a Copa acontecer, espera-se que estejam prontos o estádio (a previsão é dezembro de 2012) e alguns "elementos âncora", como parte do centro de convenções, o shopping center e, havendo investidores interessados, um hotel com 300 quartos. "Mas o estádio não estará em meio a um canteiro de obras durante a Copa", garante Marcos Lessa, diretor-presidente do Consórcio da Cidade da Copa. Segundo ele, todas as atividades construtivas serão interrompidas durante o torneio, e não será perceptível que, naquela localidade, está-se construindo uma nova cidade. "O turista terá acesso a uma série de atrações que já estarão prontas, mas só tomará conhecimento da grandiosidade do investimento residencial e empresarial através dos stands que instalaremos", diz o executivo.

Vista de julho de 2011 da obra da Arena Pernambuco em São Lourenço da Mata; previsão é que o estádio seja entregue em dezembro de 2012

O empreendimento está sendo construído em esquema de PPP (parceria público-privada) entre o governo pernambucano e o consórcio. Este, por sua vez, é formado pela construtora Oderbrecht e pela Odebrecht Participações e Investimentos, o braço incorporador da empreiteira baiana. É ela quem será responsável pelo loteamento do bairro e pela comercialização dos terrenos, casas e apartamentos residenciais e comerciais.

A empresa não divulga o VGV (Valor Geral de Vendas), mas apenas a venda dos imóveis residencias deve gerar R$ 400 milhões, considerando o preço médio do metro quadrado em Recife. Quanto ao estádio, o custo é de R$ 532 milhões, incluindo financiamento de R$ 280 milhões do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). O restante do investimento (com exceção do terreno, cedido pelo poder público) será feito pela Oderbrecht e seus eventuais parceiros.

Segundo o consórcio, a área de aproximadamente 50 hectares onde está sendo construída a arena é uma concessão e volta ao Estado em 33 anos. Dos 240 hectares restantes, seis serão destinados à instalação futura de equipamentos do próprio governo do Estado. Já a área ocupada pela nova centralidade terá seu valor abatido das contraprestações anuais pagas pelo governo ao Consórcio, pela construção, operação e manutenção do novo estádio.

A Arena Pernambuco terá sistema de reaproveitamento de água, captação de energia solar por células fotovoltaicas e até turbinas eólicas

 O projeto está dividido em quatro fases. A primeira é a única que estará pronta para a Copa. Nela serão consumidos os R$ 532 milhões do estádio e mais R$ 800 milhões em estrutura urbana e projetos âncora. Na segunda, serão construídas residências e prédios comerciais, ao custo estimado de R$ 300 milhões e prazo de conclusão em 2019. A partir daí, a Cidade da Copa ganha contornos de empreendimento imobiliário, e seu ritmo de construção seguirá o ritmo de vendas no mercado. A terceira e a quarta fase, que seguirão até 2025 ou mais, serão de ampliação das unidades habitacionais e comerciais, sempre ao gosto do mercado. Ao fim do processo, segundo a empreiteira, terá nascido a primeira "smart city" (cidade inteligente) da América Latina.

Segundo a construtora, o espaço terá como principais pilares o uso de tecnologias avançadas no monitoramento da segurança, no gerenciamento de energia e na adoção de sistemas integrados. Um grande complexo de entretenimento, com centros comerciais, cinemas, teatros e restaurantes ocupará, o “coração” do bairro-cidade. A nova localidade está sendo preparada para receber até 100 mil pessoas em seus complexos de lazer, variando de acordo com os eventos sediados. Toda a área do empreendimento foi planejada para ser percorrida, de sua região central aos diversos setores instalados, em menos de dez minutos a pé.

fonte: UOL em  24/08/2011



 

 

Aniversariantes do dia 25 de agosto

25/08/2011 Categoria:   Comentários Nenhum comentário

dois-vizinhos.jpg

Liga Boavistana de Futebol - A pequena Santa Maria da Boa Vista, na região de Petrolina - PE, já contou com uma equipe de  futebol profissional, porém, não iremos tratar a respeito dessa equipe e sim da liga que rege o futebol local. Fundada em 1992, a liga é uma das mais novas do interior do estado de Pernambuco. 

C.A. Tapejarense - De econonia basicamente agrícola, Tapejara é um pequeno município na região de Passo Fundo - RS. O Tapejarense é o time de futebol mais tradicional da cidade. Fundado em 1946, suas cores são azul e branco e apesar de não disputado nenhum campeonato profissional, o clube tem excelentes participações em campeonatos amadores do estado.

Dois Vizinhos EC - Nada melhor que duas casas simbolizando a cidade no escudo do clube. O Dois Vizinhos Esporte Clube é um time de futebol da cidade homonima, no estado do Paraná. Segundo a edição "500 Clubes" da revista placar, o clube foi fundado no ano de 1995. Contudo, segundo alguns pesquisadores, talvez tenha sido fundado bem antes desta data.  Entre suas maiores conquista esta o campeonato da segunda divisão paranaense em 2002, através disso no ano seguinte o clube alcançou a elite.  

Arsenal de Sao Jose de Mipibu - Que arsenal da inglaterra? No interior do Rio Grande do Norte, o sucesso é o Arsenal de São José de Mipibu, cidade a 31 km de Natal, na região de Macaiba, Mipibu é uma das mais antigas cidades do Rio Grande do Norte. Já o Arsenal, destaque no futebol daquele município, foi fundado em 1953 e suas cores são preto e branco.

SACPP -  De Osvaldo Cruz - SP. A idéia da criação do clube surgiu de um grupo organizado de lendários em bate-papos pelo ICQ. Entre eles, estavam Fá, Cris e Fe e então, no dia 25 agosto de 2002 a história do "Sport Club Amigos do Pelé Padeiro" começou a ser escrita. De lá pra cá, o SCAPP Cruz-Valdense destacou-se cada vez mais com suas campanhas sempre vitoriosas e nas mais diversas modalidades. A verdade é que o SCAPP tem muitas histórias para . (Trecho retirado do site do clube: http://www.scapp.com.br/).

Oásis de Itanhaém - Além do São Paulo, que já foi profissional, a cidade de Itanhaém conta ainda com dezenas de outras equipes de futebol. Muitas delas tradicionais, como é o caso do Grêmio Esportivo Oásis, fundado em 1984, a equipe tem 27 anos de historia, suas cores são azul e branco



 

 

Estréia ilustre do Maguary na Terceirinha Cearense

Autor: Adriano Fernandes - 25/08/2011 Categoria: Adriano Fernandes   Comentários Nenhum comentário

maguary-4x0-eusebio-primeira-rodada-2011.jpg

Se o badalado atacante Túlio ainda não deu as caras no clube cearense, mesmo fechando contrato com o clube Bonsucesso/RJ, isso não foi motivo para que o clube dos príncipes entrasse em campo de cabeça baixa e nem o fato de estar jogando longe de sua torcida, fez com que o Maguary/MTDF se sentisse por baixo.

Na verdade, o que ocorreu na partida foi que o Maguary/MTDF não tomou conhecimento o Eusébio e simplesmente goleou o time da casa no estádio Antônio Cruz. Ainda no primeiro tempo, o Maguary desbancou o time da casa, vencendo por 3 a 0, com os dois primeiros gols de Marcelo Sampaio, aos 9 e 11 minutos e um gol de Adriano aos 28 minutos.

No segundo tempo, o Maguary/MTDF ainda eliminou qualquer tentativa de reação do Eusébio e ainda ampliou o placar, aos 42 minutos da etapa final com gol de José Ferreira.

FICHA DA PARTIDA:

Campeonato Cearense - Terceira Divisão

Primeira Rodada - Grupo C

Estádio: Antônio Cruz

Data: 21/08

Hora: 15h30

Eusébio 0 x 4 Maguary/MTDF

Eusébio: Dalyson; Valderi, Jeferson (CAP), Rafael e Diego; Francisco, Diego Silva, Marcio e Jhon; Renan e Anderson. Treinador: Mozart Barbosa.

Maguary: Alcimar; Rodrigo, Neury, Francisco e Cláudio; José Ribeiro, Joaquim de Lima, Handerson e Marcelo Sampaio; Francisco de Lima (CAP) e Adriano. Treinador: Francisco Ernandi.

Gols: Marcelo Sampaio, aos 9' e 11' e Adriano Pereira aos 28' do Primeiro Tempo. José Ferreira aos 42' do Segundo Tempo.

Cartões Amarelos: Neury, Handerson e Cláudio (Maguary).

Público Pagante (Renda): 340 (R$1.569,00)

Renda Líquida: R$396,18

Na próxima rodada, o Maguary receberá o Calouros do AR no estádio Presidente Vargas (PV) no dia 07 de Setembro às 15h30. Com capacidade para 20.000 pessoas, o Maguary espera lotar o estádio nesse dia comemorativo, principalmente depois de uma bela campanha logo na primeira partida.

fonte: cearaboleiro 23/08/2011



 

 

O dia em que pegaram o Ademir

24/08/2011 Categoria: Roberto Vieira   Comentários Nenhum comentário

ademir-1951.JPG

17 de junho de 1951. 

Recife debaixo de chuva.

Caso fosse outro jogo.

Nem haveria pontapé inicial.

Mas era o Vasco da Gama em campo.

Eli, Augusto, Danilo, Tesourinha.

Friaça, Maneca e Chico.

Ademir Menezes.

Ademir.

Artilheiro da Copa de 50.

O maior artilheiro em Copas até aquela data.

O homem que assombrara o mundo.

Ademir, pernambucano como o público.

Milhares de pernambucanos nas arquibancadas da Ilha.

Guarda chuvas.

O Vasco era a base da seleção brasileira.

E seu adversário, o América,

trazia Tomires, futuro xerife do Flamengo.

E Hamilton, futuro artilheiro do estadual pernambucano.

Hamilton que faria tremer as redes da Bahia de Todos os Santos.

Bola que rola?

Naquele charco era difícil bola rolar.

Friaça bate falta e Chico entra com tudo.

Vasco 1x0 - aos 6 minutos.

O América não se dá por achado.

Dario cruza e Macaquinho empata de cabeça: 1x1.

Ademir?

Quase marca.

A bola vai a escanteio.

Tesourinha cruza e o imenso Eli toca de leve.

Vasco 2x1.

Mestres Lucídio e Edgar vibram no meio do dilúvio.

Mas Tesourinha não era bom apenas no drible.

Lançamento de Friaça.

Tesourinha mergulha de cabeça: 3x1.

Banho de chuva e de pelota.

Intervalo.

Ademir insiste em voltar.

Tesourinha marca o quarto.

Chico mete o quinto.

Foi então que o meio campista Astrogildo Néri.

Astrogildo que depois seria técnico.

Decidiu entrar para a história.

Entrando com tudo e mais um pouco em Ademir.

Ademir cai.

Silencio no estádio.

Ademir grita de dor.

Astrogildo bota as mãos na cabeça.

Mário Américo dispara na direção do craque.

Oto Glória não acredita no que vê.

Ademir sai direto para o Pronto Socorro.

O Dr. Piedade é tirado do leito:

"Onde é que tem um radiologista nessa cidade?"

Chega o Dr. Rui Caldas.

Apartamento 506 do Grande Hotel.

Ademir aguarda o resultado do exame.

- na época a aparelhagem acompanhava o médico.

Fratura na apófise do astragalo.

Ossinho perene nas provas de anatomia.

Astrogildo?

Os jornais pouparam o atleta americano nos primeiros dias.

Mas o resto do país.

Desceu o pau naquele jogo sem pé nem cabeça.

Jogo que poderia ter custado a arte de um genio da bola.

 Dois meses depois.

Ademir voltava com suas arrancadas e gols.

Ademir que seria campeão do Panamericano de 1952.

 Ademir.

 Que jamais esqueceu Astrogildo Néri.

 E vice?

 Versa...



 

 

O Corinthian inglês no Brasil em 1910

Autor: Adriano Fernandes - 24/08/2011 Categoria: Adriano Fernandes   Comentários Nenhum comentário

corinthian-team.jpg

Em 6 agosto de 1910, no Porto de Southampton, Inglaterra, embarca para o Brasil uma delegação de futebolistas britânicos, formada por estudantes de Oxford e Cambridge que faziam sua segunda excursão pela América do Sul.

Chegaram ao Rio de Janeiro, nesta época Capital Federal, em 21 do mesmo mês, para disputar vários jogos. Era o Corinthian Football Club, equipe inglesa, de Londres. Na primeira excursão, em 1908, o clube londrino foi à Argentina sem passar pelo Brasil temendo o surto de febre amarela que assolava o país.

Dois anos depois, em nova excursão, voltavam com jogos acertados com o Fluminense Footbal Club. No Rio de Janeiro, os ingleses venceram de forma arrasadora, goleando o Fluminense (10x1), o combinado carioca (8x1) e o combinado de Brasileiros (5x2).

Com o impacto dessas grandes vitórias, a Liga Paulista acerta com o Fluminense uma viagem do time estrangeiro a ainda provinciana São Paulo, para a realização de jogos que teriam grande repercussão em toda a cidade.

A chegada do Corinthian Team a São Paulo recebeu grande cobertura da imprensa, sendo a delegação de ingleses acompanhada de multidões, que cercavam o Magestic Hotel, para conhecer os grandes esportistas do país do futebol.

Grande impacto também causaram as partidas disputadas, pois os ingleses venceram todos os times: AA das Palmeiras (2x0), em 31 de agosto; Paulistano (5x0), em 2 de setembro (o primeiro jogo internacional no Velódromo Paulistano); e São Paulo Athletic (8x2), em 4 de setembro.

Os jogos no Velódromo reuniram grande público, que, com vibração e entusiasmo, acompanhou os lances, aplaudindo os atletas. Igualmente grande foi a cobertura dos jornais sobre as partidas, descrevendo as jogadas, bem como o comportamento da luxuosa torcida no campo e fora dele.

As partidas em São Paulo é descrita da seguinte foma no livro Os primeiros 60 anos do futebol paulista (De Vaney):

As vitórias que os ingleses do Corinthians Team obtiveram em São Paulo, no ano de 1910, já não causam espanto, nem determinam desesperos. Toda a gente já sabe, por aqui, que o Corinthians Team é um grande quadro, que pratica um futebol todo ciência, e que nós, com o nosso futebol ainda de chupeta ao canto da boca, não poderíamos esperar mais do que perder dos britânicos.

De Vaney cita ainda: E souberam portar-se bem os paulistanos, porque assim o disseram os próprios caladíssimos ingleses do Corinthians Team, através das palavras de mr. T. Onslew, chefe da comitiva: "Os brasileiros que vimos nessas duas tardes têm bom futuro à sua frente".

Não errou mr. Onslew. Não errou, porque naquelas duas tardes ele vira atuar Rubens Salles, Irineu Malta, Gullo, Godinho, Oscar Egídio, lídimos produtos da época obscura, mas abnegada, sementes para outras gerações e que já não caíam em terreno sáfaro.

E naquela temporada Rubens Salles foi comparado ao famoso centro-médio inglês, Morgan Owen, na opinião unânime da estupenda equipe inglesa do Corinthians Team. Era a primeira medalha que se colocava no peito do futebol de São Paulo e do Brasil.

Entre os espectadores, que observavam encantados a maestria dos ingleses, estavam alguns moradores do Bom Retiro, que desejavam, já há algum tempo, montar um time para jogar futebol. Sob a influência da visita do Corinthians Team, funda-se (1, setembro) o S. C. Coríntians Paulista.

Nota: O Corinthian FC (fundado em 1882) fundiu-se ao Casuals FC (fundado em 1883), em 1939, para formar o Corinthian-Casuals Football Club.

Os Jogos

24/08/1910- Fluminense FC 1 x 8 Corinthian FC, no Campo das Laranjeiras

26/08/1910- Combinado Carioca 1 x 8 Corinthian FC, no Campo das Laranjeiras

28/08/1910- Combinado de Brasileiros do RJ 2 x 5 Corinthian FC, no Campo das Laranjeiras

31/08/1910- AA das Palmeiras 0 x 2 Corinthian FC

02/09/1910- CA Paulistano 0 x 5 Corinthian FC, no Velódromo Paulistano

04/09/1910- São Paulo Athletic Club 2 x 8 Corinthian FC, no Velódromo Paulistano

Fonte: campeoesdofutebol.com.br



 

 

Aniversariantes do dia 24 de agosto

24/08/2011 Categoria:   Comentários Nenhum comentário

bundesliga.jpg

Itapira AC - Afastado das competições profissionais desde 1989, a equipe do Itapira se dedica aos campeonatos amadores na sua região. Em suas participações nos campeonatos oficiais promovidos pela federação, seu auge foi anos 70, pouco depois de sua fundação, quando disputou a terceira divisão. Foi criado em 1971, suas cores são grená e branco e o nome de seu estádio é Chico Vieira.

Faz 48 anos, na Alemanha, que foi criado o Campeonato Alemão de Futebol, conhecido como Bundesliga, o torneio conta 18 participantes



 

 

O novo Maguary está vitaminado

Autor: José Renato - 24/08/2011   Comentários Nenhum comentário

maguary-03.jpg

O Maguari original tem um passado de glórias. O time de Fortaleza foi quatro vezes campeão cearense (1929, 36, 43 e 44) antes de encerrar suas atividades, em 1945. Até chegou a voltar, em 1972, mas não resistiu e “morreu” outra vez.

Há dois anos o advogado Aguiar Junior resolveu articular o retorno do Sport Club Maguary (agora com Y) aos gramados — foi quando conheceu o site Meu Time de Futebol (MTDF). O site procurava um clube para botar em prática seu modelo em que associados tomam as decisões gerenciais da agremiação coletivamente pela internet. Dois anos depois a parceria vai a campo. O modelo de cogestão promete.

A ideia é levar o Maguary de volta à elite estadual em 2013, além de colocá-lo

na série D nacional. Um objetivo e tanto se considerarmos que o time disputou

a terceira divisão estadual em 2009 e 2010 sem sucesso. Em 2011 a meta é subir à segunda divisão e disputar os Estaduais sub-20, sub-17 e sub-15. Para tanto a expectativa é receber 500000 mil reais anuais recolhidos com as anuidades dos associados.

Atualmente o site conta com quase 100 mil sócios, número que deve cair bruscamente quando a anuidade de 78,90 reais for cobrada. Do valor arrecadado, 85% irão para o Maguary e 15%, para o MTDF, segundo contrato válido até 2013. A responsabilidade, porém, será igualmente dividida. “Tanto as partes técnicas e gerenciais quanto os aspectos financeiros ou de marketing serão geridos em conjunto”, explica Aguiar, que já sonha em ver o clube jogando contra os rivais Ceará, Fortaleza e Ferroviário. Como nos velhos tempos. 


fonte: Revista Placar edição de fevereiro de 2011



Paginação:  

Exibindo página 4 de 12 em um total de 93 registro(s).


Memória Futebol - todos os direitos reservados 2011

Ap1! Comunicação