• Twitter
  • Facebook

Blog Memória Futebol


João Avelino, o 71, era esperto!

Autor: Adriano Fernandes - 26/04/2013 Categoria: Adriano Fernandes   Comentários 2 comentários

Joao Avelino, Oswaldo Brandão, Professor José Teixeira & não indentificado

Vou contar dois causos de um grande amigo que tive no futebol. Apesar do folclore que sempre existiu em torno de João Avelino, ele era um conhecedor do futebol e sabia todas as malandragens também. Pequeno, agitado, falante, sempre andava de paletó e gravata porque segundo ele “impressionava”. Mas marcante na maneira de ser de João Avelino era o chapéu, um chapeuzinho de aba curta, que nunca foi abandonado e que lhe dava uma aparência dos anos 40.

João Avelino começou sua carreira como assistente de vários grandes técnicos como Osvaldo Brandão e muitos outros. Depois de algum tempo começou sua carreira, principalmente dirigindo clubes da segunda divisão do futebol paulista.

Só não me perguntem por que o apelido de 71. Sobre isso o João Avelino nunca quis falar.

Certa vez Avelino foi contratado pelo Ceará. Chegando lá foi apresentado ao elenco e ficou visivelmente preocupado quando lhe mostraram o goleiro, cujo nome realmente esqueci. Avelino chamou o presidente de lado e disse:

- Presidente manda o goleiro embora, ele é muito baixo. Vamos contratar um mais alto.

- Não dá – respondeu o presidente – acabou a grana!

Avelino tirou o chapéu, coçou a cabeça e perguntou:

- Presidente, e jardineiro temos?

- Temos, um grande jardineiro, olha que beleza de gramado!

O jardineiro foi chamado e Avelino foi conversar com ele num canto:

- Olha, preciso que você faça o seguinte: da marca do pênalti até a linha do gol vai aterrando suavemente, suavemente para que ninguém note de cara a diferença. Bem suave vai aterrando e vai subindo o gramado até uns 10 centímetros até chegar bem na linha do gol!

Diante da cara de espanto do jardineiro, João Avelino explicou:

- Nosso goleiro é baixinho e a gente não vai conseguir fazer ele crescer! Então, põe terra por baixo do gramado, bem suavemente para quem notar pensar que é “ilusão de ótica”!

Este outro causo acho que foi o J.Hawilla quem me contou quando a gente trabalhava na TV Globo de São Paulo.

João Avelino dirigia  o América, de Rio Preto, terra natal do J.Hawilla.

Só não me lembro quem era o adversário, mas J.Hawilla de férias em Rio Preto, entrou no vestiário do América e viu o time todo ajoelhado, Avelino inclusive, rezando diante de um monte de velas acesas.

Hawilla esperou o Avelino levantar e disse:

- João, superstição não ganha jogo. Veja a Argentina foi campeã do mundo jogando bola, na raça e na técnica!

João Avelino olhou para o jovem e já ilustre apresentador da Rede Globo, e perguntou:

- Quem é o meia da Argentina?

- Maradona … – respondeu J.Hawilla.

- Pois é … o meu é Niquinha… Niquinha!

Por Michel Laurence em 3/1/2012

Fonte de Texto e Imagem: Jogo Quase Perfeito


Comentários

Nome: celio felipe

esse 71 foi uns dos melhores treinadores q tive abraço


Nome: celio

joão avelino me ajudou muito obrigado lembraças.


Deixe seu comentário

Nome:

Seu E-mail:

Assunto da Mensagem:

Mensagem:



Memória Futebol - todos os direitos reservados 2011

Ap1! Comunicação