• Twitter
  • Facebook

Blog Memória Futebol


Nacional no Copão de 1973

Autor: Adriano Fernandes - 30/08/2011 Categoria: Adriano Fernandes   Comentários Nenhum comentário

Em pé: Tobias, Wilson, Amaral, Flamarion, Bezerra e Alfredo. Agachados: Barnabé, Lola, Washington, Moacir e Mingo.

Por Carlos Zamith - Site Baú Velho

A estréia

Dia 26 de agosto de 1973 a tabela marcando Nacional x Guarany, de Campinas. A então CBD escalou o baiano Saul Mendes para dirigir o jogo. O público correspondeu, foi mais de 26 mil pagantes, exatos 26.939, número alcançado com esta venda de ingressos: 15.656 arquibancadas; 10.242 gerais e 1.041 cadeiras especiais.

Mineiros no Nacional

O Nacional tinha em seu time os mineiros Flávio, Eurico Souza, Toninho Cerezzo, China, Ângelo e Guerino Neto, além de uma prata da casa e outros já velhos conhecidos, também vindos de outros centros, como Pompeu que jogara pelo Fast e Reis, que veio da carioca.

O estádio “Vivaldo Lima” teve que ampliar seu estacionamento, uma das exigências da entidade promotora. Tudo estava em ordem para a estréia do Naça no Copão, com seu uniforme mais tradicional, aquele que foi adotado desde a sua fundação e que aos poucos foi sendo transformado, para pior.

O jogo começou bem porque o carioca Serginho, aos 36 minutos marcou para o Nacional, após uma genial jogada do atacante China, mas foi duro agüentar a pressão do time campineiro que tinha em Washington e Flamarion seus principais articuladores, além da firmeza do goleiro Tobias, aquele mesmo que nove anos depois veio para Manaus defender o Atlético Rio Negro Clube.

No segundo tempo, logo no início, aos 5 minutos, Flamarion igualou o marcador para tristeza dos nacionalinos, mas assim mesmo foi possível o time da estrela azul suportar a guerra dos guaranis. O resultado, afinal, premiou o futebol apresentado pelas duas equipes, 1 a 1.

NACIONAL – Procópio, Flavio, Eurico Souza (Ari), Tião (Valdomiro) e Pompeu; Toninho Cerezzo (Eurico Souza) e Ângelo; Guerino Neto, China, Serginho e Reis.

GUARANY – Tobias, Wilson, Moacir, Amaral e Bezerra; Flamarion e Alfredo; Barnabé (Zé Ito), Lola (Clayton), Washington e Mingo.

O Nacional nessa competição, disputou 27 jogos, venceu 7, perdeu 5 e empatou 15 vezes, marcando 28 gols contra 25. Ganhou 28 pontos e perdeu 25.


Comentários

Nenhum comentário até o momento.

Deixe seu comentário

Nome:

Seu E-mail:

Assunto da Mensagem:

Mensagem:



Memória Futebol - todos os direitos reservados 2011

Ap1! Comunicação