• Twitter
  • Facebook

Blog Memória Futebol


O belo Rosemiro, o homem de muitos pulmões.

Autor: José Renato - 16/03/2015   Comentários Nenhum comentário

rosemiro1.jpg

Nascido na cidade de Belém em 22 de fevereiro de 1954, Rosemiro Correia de Souza começou no futebol jogando na Tuna Luso Brasileira. Embora tivesse uma baixa estatura, 1,67 metros, e apenas 61 quilos, seu vigor físico impressionou muito e logo foi contratado pelo Clube do Remo. Suas atuações na equipe azulina chegaram a causar estranheza. Como poderia um jogador tão franzino, correr tanto? Além disso, era raro, naquele tempo, ver um lateral avançar tanto para o ataque. Por conta disso passou a ser escalado também como ponta direita. Ainda com 19 anos, já titular, conquistou o estadual de 1973, o que repetiria em 1974 e 1975. Embora fosse tricampeão paraense ainda era “remunerado” com apenas uma ajuda de custo, o que o colocava ainda como amador. Por conta disso foi convocado para a seleção olímpica que conquistou o Pan Americano de 1975 e o Pré Olímpico de 1976. Apesar de ter sido convocado como lateral direito, Rosemiro atuou como ponta direita titular em uma seleção que contava com o goleiro Carlos, Batista, Edinho e Claudio Adão, dentre outros. Passou a ser pretendido por grandes clubes e acabou contratado pelo Palmeiras em 1976. No alviverde fez história, sendo campeão paulista logo em seu primeiro ano no clube, sua quarta conquista consecutiva, ao ser lançado pelo técnico Dino Sani. No começo chegou a dividir a titularidade com Valdir, mas logo passou a ser absoluto na posição. Sua, digamos, “falta de beleza”, era motivo de muita brincadeira por parte dos colegas e de muitos jornalistas. A verdade, no entanto, é que em campo Rosemiro era um dos pulmões de uma das grandes equipes do futebol brasileiro. Formou juntamente com Edu, um setor direito que marcou história. Protagonizou duelos históricos com Zé Sérgio, ponta esquerda tricolor. Vice-campeão brasileiro em 1978, conquistou a Bola de Prata, tradicional prêmio promovido pela revista Placar. Titularíssimo no grande Palmeiras formado pelo Mestre Telê Santana em 1979, segundo muitos, foram as características de Rosemiro que levaram o técnico a convocar Leandro para ser o lateral da seleção brasileira em 1982. A saída de Telê para o seleção, em 1980, acabou provocando um desmonte da equipe alviverde, o que provocou a saída de muitos de seus principais jogadores. Por conta disso, após 300 jogos com a camisa alviverde, foi contratado pelo Vasco da Gama em 1981. Ajudou a equipe da cruz de malta a interromper a hegemonia do tricampeão Flamengo, ao conquistar o titulo de campeão carioca de 1982. Rosemiro foi um atleta exemplar e muito disciplinado, daqueles que é chamado como “de grupo”. Atuou até 1990.

Comentários

Nenhum comentário até o momento.

Deixe seu comentário

Nome:

Seu E-mail:

Assunto da Mensagem:

Mensagem:



Memória Futebol - todos os direitos reservados 2011

Ap1! Comunicação