• Twitter
  • Facebook

Blog Memória Futebol


O mito da Copa de 66 e as barbas de Cincunegui

19/12/2012 Categoria: Roberto Vieira   Comentários Nenhum comentário

cincunegui-01.jpg

Cincunegui jogava nas duas laterais.

Bom de bola. Raça.

Cincunegui atuou na primeira partida das eliminatória da Copa de 1966.

Vitória do Uruguay sobre a Venezuela: 5x0.

Depois foi pra reserva.

No Mineirão, em 1965.

Cincunegui era o lateral da Celeste.

Na célebre derrota por 3x0,

diante do Palmeiras com a camisa da seleção brasileira.

Não sei como começou a história.

Mas pela internet.

Cincunegui aparece na Copa de 1966.

Na lateral uruguaia.

Qual a história verdadeira?

Em 1966, Cincunegui foi convocado no Listão.

Mas depois ficou de fora.

Foram para a Copa: Fórlan, Troche, Ubiñas e Caetano.

Em 1970, Cincunegui moveu céus e terra.

Convenceu o Atlético-MG a empresta-lo ao Cerro do Uruguai.

Única maneira de ser convocado.

Não foi.

O técnico Ondino Vieira

- o cara que inventou a diagonal vascaína

- disse não.

Mas criou-se o mito.

Mito espalhado pela internet.

'Cincunegui atuou na Copa de 1966!"

Infelizmente?

É apenas mito.

Triste e desconsolado.

Amigo das noitadas.

Cincunegui brigou com Yustrich.

Mas voltou nos braços da galera atleticana.

Foi campeão mineiro de 70.

Brasileiro de 1971.

E veio deixar a barba crescer no Náutico de 1973. 

Barba crescer?

Pois é.

Vejam só o texto do MDM Lenivaldo Aragão naquele ano.

Sofrendo nas páginas da revista Placar...

Fonte da Imagem: Blog do Roberto

Fonte: Blog do Roberto em 11/12/2011


Comentários

Nenhum comentário até o momento.

Deixe seu comentário

Nome:

Seu E-mail:

Assunto da Mensagem:

Mensagem:



Memória Futebol - todos os direitos reservados 2011

Ap1! Comunicação