• Twitter
  • Facebook

Fórum

Espaço dedicado a publicação de artigos opinativos sobre a relevância das atividades relacionadas com a disseminação dos fatos históricos que serviram de base para o crescimento do futebol.

Objetiva-se buscar interações com os leitores e fortalecer a discussão e apresentação de opiniões, de uma forma respeitosa e com total transparência.


Um gigante que cai...o Ferroviário acaba de ser rebaixado

Autor: José Renato - 23 de Fevereiro de 2014   Comentários Nenhum comentário

 

Fundado em 9 de maio de 1933, a equipe cearense do Ferroviário Atlético Clube nasceu alvinegra.

A iniciativa de criação do Ferrim partiu do Sr. Waldemar Cabral Caracas que propôs o desenvolvimento de atividades esportivas que pudessem promover a distração e a integração dos operários da linha ferroviária do estado do Ceará, que trabalhavam no setor da manutenção de trens, e que possuíam horas vagas entre um reparo e outro.

Pois bem, tive a felicidade de conhecer o Sr. Waldemar Caracas, centenário fundador, nascido em 9 de novembro de 1907.

Ele era vizinho do meu avô, Osvaldo.

Ao longo de muitas de nossas conversas, ele comentou comigo sobre a razão das cores e distintivo do Ferroviário.

Durante a década de 1940, Caracas veio para São Paulo a trabalho.

Em um dia de folga, foi ao estádio do Pacaembu assistir o Diamante Negro, Leonidas.

Se apaixonou pelo Tricolor, maior equipe brasileira daquela década.

No dia seguinte foi até uma loja de esportes e comprou um conjunto de camisas do São Paulo.

Levou os uniformes para Fortaleza e decretou que, a partir daquele dia, o Ferroviário passaria a usar as cores do São Paulo, bem como o distintivo.

Com o tempo o Ferrim, ou Ferrão, passou a fazer frente aos grandes e mais antigas equipes do estado: Maguary, Ceará e Fortaleza.

Desde então foram 9 conquistas estaduais: 1945, 1950, 1952, 1968, 1970, 1979, 1988, 1994 e 1995.

O principio dos anos 1950, sobretudo, foi dominado pelo Ferrão.

Equipes fantásticas foram montadas.

Recebeu a alcunha de o “Clube das Temporadas”.

Era a única equipe do estado a fazer frente aos grandes do sul do país que por lá excursionavam.

O Tubarão da Barra sempre foi temido.

A última equipe cearense campeã invicta foi o Ferroviário em 1968.

Os anos 1990 marcaram seus últimos grandes momentos.

Uma equipe que disputou de várias edições da Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro.

Tudo isso ficou no passado.

Más administrações.

Preferência ao interesse pessoal em detrimento da entidade.

E muuuuuuiiiitos erros.

Amadorismo irresponsável fantasiado de profissionalismo competente.

Em 2012, a salvação ao rebaixamento em campo se deveu a erros na escalação irregular de jogadores por parte da equipe do Crateús.

O susto não serviu para coisa alguma.

Um crime as cores tricolores.

Hoje o Ferroviário foi rebaixado do campeonato estadual pela primeira vez em sua história.



Comentários

Nenhum comentário até o momento.

Deixe seu comentário

Nome:

Seu E-mail:

Assunto da Mensagem:

Mensagem:




Memória Futebol - todos os direitos reservados 2011

Ap1! Comunicação